Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioSono & RotinaBebê chorando dormindo, o quê pode ser?

Bebê chorando dormindo, o quê pode ser?

Bebê chorando dormindo, o quê pode ser? Essa pergunta ronda a mente dos pais preocupados com o desenvolvimento dos seus filhos. Afinal, sono de um bebê pode mudar muito de acordo com a idade. O desenvolvimento, os picos de crescimento, e o estímulo também podem interferir na qualidade do sono. Muitos bebês começam com episódios de choro durante o sono desde muito cedo. Dessa maneira, compreender um panorama geral do sono de um bebê em diferentes fases pode ajudar a decifrar esse mistério.

Os recém-nascidos, bebês que tem de 0-3 meses, dormem cerca de 16 a 17 horas por dia e aguentam até 1h15 acordados sem entrar em hiperestimulação. Desse modo, seus ciclos de sono são curtos e despertam facilmente por fome, fralda suja ou mudança na temperatura. Recém-nascidos que choram dormindo normalmente estão passando por episódios de dor ou cólicas. Já os bebês que tem entre 3 e 6 meses dormem menos (cerca de 14 a 15 horas por dia), já tem capacidade de dormir muitas horas seguidas a noite e seu choro enquanto dorme, em geral refletem atividade neurológica intensa. Quer seja por saltos do desenvolvimento, quer seja por estarem ficando horas demais acordado.

Já bebês que tem mais de 6 meses começam a ter padrões e rotina de sono muito mais previsíveis. Dessa maneira, já conseguem dormir a noite toda e podem demonstrar episódios de choro dormindo quando tiveram atividade motora mais intensa durante o dia. Entretanto, cada bebê é único e pode ter padrões de sono diferentes, isso é uma verdade. Você deve ficar atenta principalmente se o bebê tiver episódios de choro a noite que durem mais de 3 dias e aconteçam diversas vezes a noite.

Imagem de user18526052 no Freepik: Bebê chorando dormindo, o quê pode ser?

Bebê chorando dormindo – saltos do desenvolvimento

Os “saltos de desenvolvimento” são períodos em que os bebês passam por mudanças em suas habilidades mentais, emocionais e físicas. Os saltos são responsáveis por seu bebê “acordar diferente”. Assim como você já deve imaginar, o sono tende a sofrer pequenas ou grandes alterações nesses momentos, afinal o bebê irá mudar rapidamente. É comum que o bebê chore mais do que o normal durante o dia e a noite pode ter episódios de chorar dormindo. Os principais saltos do desenvolvimento que podem afetar o sono são aos 4 meses e aos 7 meses.

Com 4 meses o bebê começa a desenvolver coordenação entre as mãos e os olhos, começa a rolar e aprende a segurar objetos. Aos 7 meses o bebê aprende a engatinhar. Com isso, é muito comum que o bebê fique neurologicamente muito ativo à noite e possa ter episódios de choro que não precisam de intervenção caso o bebê permaneça dormindo.

Terror noturno

Com os episódios de choro dormindo muitos pais pensam que o bebê está tendo sonhos ou terra noturno. Mas o terror noturno é uma alteração do sono que pode ocorrer em crianças pequenas, entretanto começam a partir de 2 anos. Costuma ser diferente dos pesadelos comuns que as crianças podem ter. Normalmente inicia com choro ou o grito do bebê, e logo depois m muita agitação e aparência de “luta”. Nesse caso a criança não precisa ser acordada. Apenas precisa ser contida se estiver com movimentos bruscos que possam machucar. Não existem causas específicas mas sabe-se que hiper-estimulação, fadiga, febre, apneia, ou situações de estresse emocional podem aumentar a incidência desse transtornos. O tratamento normalmente começa por descartar problemas de origem 

Rotina

No caso de nenês e crianças que tem terror noturno com frequência a rotina pode ser uma grande aliada. Comece por ter horários regulares para acordar pela manhã. Para perceber qual é o melhor horário observe e anote por 3 dias seguidos o horário que o bebê/criança desperta e que parece disposto. O horário para ir dormir normalmente será de 12 a 13h depois de acordar. Com isso evite que seu filho acorde muito tarde para que não vá dormir muito tarde. Quanto mais tarde uma criança vai dormir mais forte o efeito de hormônios como o cortisol (hormônio do estresse), por exemplo. Por isso comece o dia bem, em geral crianças acordam mais dispostas se iniciarem o dia até as 08h da manhã. Priorize atividades mais tranquilas ao final do dia, diminua a exposição à telas. Faça um ritual noturno relaxante e com bastante conexão.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento