Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioBebêSintomas de anemia em bebê

Sintomas de anemia em bebê

Os sintomas de anemia em bebê é quase imperceptível, afinal os sintomas são variáveis e parecidos com de outros problemas. A anemia em bebês é uma preocupação para os pais e família, uma vez que afeta diretamente o desenvolvimento saudável da criança. A anemia se caracterizada principalmente por uma diminuição dos glóbulos vermelhos saudáveis, ou a diminuição da hemoglobina no sangue. Sendo assim, impedindo a capacidade do sangue de levar oxigênio para os tecidos do corpo.

Embora, muitas vezes subestimada, a anemia carrega sérias consequências quando não tratada de forma adequada. Alguns sintomas de anemia em bebê, como a falta de ar, fadiga, tontura e fraqueza. A causa da anemia não tem como saber ao certo, são diversas causas, incluindo perda de sangue, deficiências nutricionais, condições genéticas e até problemas crônicos de saúde. A deficiência de vitamina B12, ferro, ácido fólico são fatores comuns que causam a anemia. Por isso, a importância do ácido fólico na gestação, para impedir o bebê de desenvolver anemia após o nascimento. Além disso, condições crônicas como, por exemplo, doenças inflamatórias desenvolvem um papel importante na anemia. 

Extremamente importante que o tratamento da anemia ocorra assim que descoberto, pois, caso não tratada, leva a complicações graves e afeta significativamente a qualidade de vida do bebê. Afinal, a anemia não tratada pode afetar outras condições de saúde já existentes, tornando o tratamento ainda mais prolongado e difícil. O tratamento da anemia normalmente depende da causa, ou seja, em caso de deficiência de nutrientes, trata com a suplementação de vitaminas especificas. Mas se a anemia for causada por problemas de saúde subjacentes, o tratamento tem de ser feito com a doença causadora. A anemia não deve ser subestimada. 

Imagem de pch.vector no Freepik: Sintomas de anemia em bebê

Principais sintomas de anemia em bebê:

Os principais sintomas de anemia em bebê:

  • Palidez: Geralmente a palidez é um dos sintomas de anemia em bebê. Bebês com anemia podem apresentar palidez na pele, especialmente nas gengivas, unhas e áreas internas das pálpebras inferiores; 
  • Fadiga e irritabilidade: Bebês anêmicos se mostram mais cansados e irritados que o normal. Demonstram falta de interesse em atividades que geralmente mostravam entusiasmo; 
  • Atraso no desenvolvimento: A anemia não tratada, em casos graves, bebês apresentam atrasos no desenvolvimento mental e físico. Pode se mostrar como atraso no crescimento, baixo ganho de peso, baixo de desenvolvimento motor e dificuldade de aprendizado;
  • Respiração acelerada: A anemia resulta em aumento da frequência respiratório, afinal o corpo começa a compensar a falta de oxigênio no sangue;
  • Perda de apetite: Bebês com anemia perdem o apetite, resultado em ganho de peso inadequado;
  • Frequentes infecções: As infecções também são um dos principais sintomas de anemia em bebê. A anemia enfraquece o sistema imunológico, tornando o bebê mais suscetível a infecções como infecções de ouvido, resfriados e infecções respiratórias. 

Principais causas da anemia:

É importante conhecer as causas subjacentes e dessa forma garantir o diagnóstico e tratamento adequado. Quando se conhece as causas, fica mais fácil de perceber os sintomas de anemia em bebê. As principais causas são:

  • Deficiência de ferro: A deficiência de ferro é uma das causas mais comuns em bebês. O ferro torna-se essencial para que a hemoglobina seja produzida. A falta de ferro para o bebê, ou problemas que não permitem o bebê absorver o ferro, levam a deficiência que resulta em anemia;
  • Deficiências nutricionais em geral: A anemia também pode ser causada por deficiências de outros minerais e vitaminas, como ácido fólico, vitamina B12 e vitamina C. Condições que interferem na absorção de tais nutrientes são responsáveis pela anemia;
  • Infecções e doenças crônicas: Algumas doenças crônicas e infecções causam anemia em bebê. Infecções prolongadas, como infecções virais ou parasitárias levam a destruição dos glóbulos vermelhos e interferir na produção de células sanguíneas, que também resultam em anemia;
  • Genética e condições hereditárias: Algumas condições hereditárias e genéticas, como anemia falciforme e talassemia, afetam diretamente a função e estrutura dos glóbulos vermelhos e, tornando uma forma crônica da anemia. É necessário estar ciente de qualquer histórico familiar para um diagnóstico precoce e tratamento adequado;

Prevenção e tratamento de anemia em bebê:

A prevenção da anemia em bebês é necessária para promover e garantir o desenvolvimento adequado de forma saudável. A amamentação exclusive durante o primeiro ano de vida é uma ótima ferramenta para garantir nutrientes exclusivos e essenciais, incluindo vitaminas e ferro. O bebê a partir dos 6 meses de idade deve ingerir também alimentos ricos em ferro. Além disso, o bebê deve ficar em ambiente adequado, ou seja, higiênico e saudável para evitar e prevenir infecções que contribuem com a anemia. Assim que a família ou os cuidadores notam os sintomas de anemia no bebê, é importante que busquem ajuda de um profissional da saúde. Dessa forma, o diagnóstico chega cedo e e as formas de tratamento mais eficazes. Da mesma forma que as causas da anemia em bebê são diferentes, também o tratamento é conforme a causa.

Conheça também os sinais de autismo na gravidez.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento