Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioAmamentaçãoRotina alimentar bebê 7 meses

Rotina alimentar bebê 7 meses

A rotina alimentar do bebê de 7 meses geralmente não costuma preocupar os pais e cuidadores. Desde o nascimento o bebê é  alimentado apenas por leite, seja materno ou fórmula. As mães amamentem em livre demanda quando é leite materno, pelo menos no primeiro mês de vida do bebê. Depois do primeiro mês, o bebê mama a cada 3 horas. A fórmula como principal alimento desde o nascimento, o bebê mama a cada 3 horas, e não é indicado a livre demanda nesse caso. 

A partir do quarto mês, o ciclo de alimentação já deve ser de 4 horas. A alimentação a noite já não é mais necessária a partir do primeiro mês, ou seja a mãe não tem necessidade de ficar amamentando a cada 3 ou 4 horas durante a noite. E isso também significa que o bebê ja pode dormir a noite toda. Contudo, é importante consultar um médico pediatra para saber se o bebê está ganhando peso adequado e conforme a idade. Caso o bebê esteja perdendo peso é indico pelo médico o melhor tratamento. 

Já aos 6 meses, o bebê é introduzido aos alimentos sólidos, como frutinhas, carboidratos, carnes e outros. Para que a introdução alimentar aconte de forma respeitosa, os pais e cuidadores observam se o bebê apresenta os sinais de prontidão. Os sinais de prontidão aparecem quando já existe maturidade suficiente para iniciar essa nova fase. Sendo assim, os pais e cuidadores observam e podem começar a introdução de alimentos sólidos. Mas, a principal forma de alimento segue sendo exclusivamente o leite até os seis meses de idade, e após a introdução alimentar até o primeiro ano de vida do bebê. 

Imagem de Freepik: Rotina alimentar bebê 7 meses

Qual a rotina alimentar do bebê de 7 meses: 

Quando o bebê completa 7 meses, a introdução alimentar já está diversificada e tranquila, sendo assim desenvolvendo melhor a saúde e crescimento do bebê. Na rotina alimentar nessa idade é importante que a amamentação esteja na rotina, afinal segue sendo a principal fonte de alimento do bebê. Da mesma forma que o bebê precisa de horários para acordar e dormir, para se obter uma rotina é importante ter horários e com a rotina alimentar não é diferente. É normal não saber em qual horário colocar as frutinhas, que são os primeiros alimentos a serem introduzidos. Nessa idade, ainda não é necessário que haja a troca da mamada pelo alimento. Então, pode começar oferecendo o leite materno quando o bebê acorda seja no horário biológico e nas sonecas, e entre o intervalo entre a atividade e próximo soneca, ofertar o alimento.

Práticas recomendadas e escolhas nutritivas para o bebê:

Chegando a introdução alimentar, muitos pais e cuidadores são inseguros sobre quais práticas usar nessa fase. Algumas delas são:

  • Amamentação e fórmula: O leite materno segue sendo a principal fonte de alimentos para o bebê até o primeiro ano de idade, e a rotina alimentar do bebê de 7 meses ainda está em adaptação; 
  • Variedade nutricional: Incluir variedade de alimentos ricos em ferro é crucial para o melhor desenvolvimento físico e saúde. Oferecer diversos alimentos, afinal o bebê está formando seu paladar; 
  • Texturas diferentes: Assim como o bebê está conhecendo diferentes sabores, é importante que conheça as diversas texturas dos alimentos também. Além de ser saudável, as texturas diferentes são estímulos;
  • Horários: Assim como na rotina de sono, é muito importante que os pais e cuidadores mantenham a rotina de horários com os alimentos. Horários promovem previsibilidade e gera segurança e conforto;
  • Hidratação: A partir do começo da introdução alimentar, introduzir água na rotina alimentar do bebê. Dessa forma, o bebê aprende que deve beber água e mesmo quando adulto se hidratará adequadamente; 

Os riscos de alergias alimentares na introdução alimentar:

A introdução alimentar é uma fase muito esperada pela família, mas com ela é importante conhecer os riscos. 

  • Sistema imunológico: Durante a introdução alimentar, sistema imunológico do bebê está em desenvolvimento também, ou seja, fica mais propenso a ter reações alérgicas à comida também. Algumas proteínas podem desencadear algumas respostas imunológicas inesperadas, que resulta em alergias; 
  • Alimentos alérgicos: Existem alimentos que são conhecidos por serem extremamente alergênico para bebês. Como: peixes, ovos, leite de vaca, trigo, nozes, e amendoim, e devem ser ofertados somente após a indicação de um pediatra; 
  • Introdução gradual: Oferecer os alimentos aos poucos para minimizar o risco de alergias. Ou seja, as mães e cuidadores devem iniciar com pequenas quantidades, e observar as reações que o bebê pode apresentar; 
  • Sintomas: Os pais e cuidadores devem conhecer os sintomas de alergias alimentares. São: inchaço, erupções cutâneas, desconforto e dificuldade respiratória. 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento