Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioBebêCarne crescida: Pterígio uma condição ocular

Carne crescida: Pterígio uma condição ocular

O pterígio que também é conhecida como carne crescida é uma condição ocular onde a pele delicada do recém-nascido pode apresentar anomalias preocupantes. A pterígio é uma protuberância de tecido formada no olho em sua superfície. Essa condição pode causar preocupação nos pais. Sendo assim, é importante que os pais tenha noção dos sintomas, causas e opções de tratamento garantindo o bem estar físico e o desenvolvimento do bebê. Geralmente, essa formação de tecido que se desenvolve na membrana mucosa que fica na parte branca do olho em direção à córnea.

A carne crescida normalmente é causada pela exposição a elementos como: poeira, luz ultravioleta e outros. Mesmo essa condição sendo mais comum em adultos, pode acontecer em bebês também. A carne crescida em bebês pode surgir como uma protuberância avermelhada ou rosada no canto do externo do olho. Causando coceira, sensação de corpo estranho no olho e vermelhidão. Ao observar que o bebê apresenta alguns desses sintomas, leve-o ao profissional da saúde imediatamente. O pterígio mesmo sendo uma condição preocupante para os pais, geralmente não apresenta nenhuma ameaça grave a saúde ocular do bebê. 

Portanto, é importante ter o diagnóstico o mais cedo possível. E dessa forma buscar o melhor tratamento e quais os cuidados tomar para que não se torne algo mais grave. Ao ir para ambientes que contém excesso solar, ou que tenha altos níveis de poeira, vento e fumaça é crucial que o bebê faça o uso de óculos solar adequado. E que após ficar exposto a ambientes de brincadeiras faça a higiene ocular. No entanto, o tratamento cirúrgico raramente se indicada à crianças e bebês, a menos que haja uma mudança significativa na visão ou o agravamento dos sintomas.

Tired baby girl crying and rubbing her eyes

Imagem de rawpixel.com no Freepik: Carne crescida

Principais sintomas da carne crescida

A medida que a carne crescida aumenta, os sintomas abaixo podem surgir: 

  • Irritação ocular: Sensação persistente de que há um corpo estranho dentro do olho, coceira, lacrimejamento excessivo, e sensação constante de desconforto; 
  • Inflamação e vermelhidão: A presença da carne crescida muitas vezes começa com vermelhidão no olho afetado, juntamente com inchaço e inflamação da área ao redor da carne crescida; 
  • Visão embaçada: Conforme o pterígio aumenta, começa a afetar a visão que resulta em uma sensação de visão torcida ou embaçada, especialmente quando a carne começa a crescer sobre a córnea; 
  • Sensibilidade: Muitas crianças com pterígio relatam sobre a sensibilidade a luz, o desconforto em alto nível após exposição a ambientes ao ar livre ou com alta iluminação; 
  • Secura ocular: O pterígio pode parar com a lubrificação natural do olho, ou seja, causando uma sensação de secura, carreira e irritação no olho, além do aumento do muco. 

Opções de tratamento para Pterígio

Embora a condição de carne crescida seja assustadora, existem opções de tratamento para aliviar os sintomas e controlar o crescimento. Algumas das opções de tratamento são: 

  • Colírio: Fazer o uso de colírios lubrificantes além de aliviar a secura, ajuda também na irritação e proporciona alívio temporário e promove lubrificação adequada nos olhos; 
  • Anti-inflamatórios: Nos casos de pterígio onde há inflamação mais grave, os medicamentos anti-inflamatórios ajudam a reduzir a irritação e o inchaço; 
  • Cirurgia: Raramente se indica a cirurgia para carne crescida em bebês. Mas em casos mais graves como: sintoma persistente de visão turva ou piora dos sintomas, o médico analisa a possibilidade de uma cirurgia. 

É importante que assim que o bebê apresentar sintomas, os pais procurem a ajuda de um médico para descobrir qual o melhor tratamento e evitar uma possível cirurgia.

Principais formas de evitar a carne crescida

Para evitar que as crianças desenvolvam a pterígio ou carne crescida é crucial que haja cuidados específicos oculares. Algumas medidas preventivas como: 

  • Proteção aos raios UV: Exposição aos raios ultravioleta aumenta o risco de desenvolver pterígio. Para evitar o contato é importante que façam o uso de óculos com proteção UV sempre que estiver em ambientes expostos ao ar livre; 
  • Exposição a poeira e vento: O vento e poeira são fatores cruciais que desenvolvem a carne crescida por conta da irritação que causa. Evitar lugares que tenham muito poeira e vento;
  • Olhos hidratados: A secura ocular é um dos fatores de risco para desenvolver a pterígio. Indica o uso de colírios lubrificantes nesse caso; 
  • Higiene ocular: Faça com que toda vez que as mãos forem levadas aos olhos esteja devidamente limpas, dessa forma reduz o risco de desenvolver a carne crescida; 
  • Consultas regulares: Frequentemente faça os exames oculares para quando haja alguma anomalia seja identificada precocemente e dessa maneira diagnosticar e poder realizar o tratamento adequado.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento