Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioBebêRemédio de bebê

Remédio de bebê

O remédio de bebê é um tema onde pais e mães tem muitas dúvidas e receios. Existem muitos tipos de remédios que ajudam em sintomas que bebês costumam ter como: febre, dores na garganta, coriza, cólicas e outros. É comum existir dúvidas sobre qual melhor medicamento e se é realmente necessário o uso em bebês. Mas antes de introduzir qualquer medicação os pais devem ter observado quais sintomas o bebê apresenta e consultar um pediatra e ter certeza que a criança precisa ser medicada. Caso o bebê apresente sintomas, a melhor opção é leva-lo à um especialista e assim medica-lo.

Na administração de remédios ao bebê é essencial que a família siga a risca a prescrição do medicamento. Não dar a mais nem a menos as doses do medicamento, afinal pode ser prejudicial à saúde da criança. É importante também que o medicamento seja guardado de forma correta, em lugares seguros, longe do alcance de crianças, secos e frescos. Outro ponto importante a destacar é quanto aos tipos de medicações para as crianças. Existem remédios que são contraindicados para as crianças menores de três meses de idade. Sendo assim a consulta a um profissional é de extreme importância.

Entretanto, fazer uma “farmacinha” para o bebê é essencial e previne que em certas situações o bebê não corra grandes riscos. Existem itens que os pais devem carregar junto para a segurança e saúde da criança. Itens como: pomadas para assadura, soro fisiológico, antialérgicos, gaze, algodão e spray antisséptico. São itens básicos mas que em caso de queda, ou de uma picada inesperada ajudam a tratar o bebê. Todo cuidado com as crianças ainda é pouco, por isso a importância de carregar medicamentos que a criança já tenha contato. 

Imagem de Freepik: Remédio de bebê

Quais são os remédios de bebê?

Antes de saber quais são os remédios para bebê, lembre-se que é sempre melhor prevenir. Ou seja, evite expor a criança a situações de risco e evite o uso de remédios. Cuidar do sistema imunológico além de deixar a criança saudável, evite o uso de remédios. Mas se o bebê fica doente é importante saber qual o melhor medicamento dar. Como por exemplo:

-Antibióticos: Usados para tratar infecções bacterianas, mas somente sobre a prescrição de um médico.

-Analgésicos e antitérmicos: Paracetamol e ibuprofeno são remédios comuns para tratar febre e dores.

-Anti-histamínicos: Esses são usados para alergias, mas é necessário maior cuidado com os efeitos colaterais causados em bebês.

Não use medicamentos como um cuidado preventivo para bebês. É importante melhorar o sistema imunológico da criança com alimentação saudável, sono regular e cuidados básicos. Em caso de medicação necessária consulte o pediatra.

Existem remédios que bebês não podem tomar? 

Bebês de 0 a 2 anos de idade estão com seu corpo em desenvolvimento ainda. Sendo assim, existem alguns medicamentos que crianças nessa idade não podem tomar, mas caso necessário podem ser substituídos por remédios adequados para a idade deles. Remédios que devem ser evitados:

-Aspirina: Esse é um remédio comum para aliviar dores musculares em adultos, mas em crianças pode causar sangramentos. O remédio que se pode usar no lugar desse é o Paracetamol ou Ibuprofeno.

-Antigripais: Crianças menores de 3 anos não podem tomar remédios antigripais por não aliviarem os sintomas e causar danos colaterais como: palpitação e problemas de pressão, entre outros. Use lavagem nasal, por exemplo.

-Cânfora: Não use medicamentos que contenham cânfora em sua fórmula em crianças menores de 2 anos. Esses produtos podem causar irritação nas vias respiratória da criança, causando mais muco. 

Manter o bebê saudável 

A melhor forma de ter uma criança saudável é simples. Muitos pais costumam achar que para ter uma criança saudável precisa ser mais gordinha, mas gordura não é sinal de saúde e nem sempre sinal de doença. Para o bebê ter uma saúde boa é necessário que a imunidade da criança seja boa. A forma aumentar a imunidade da criança é oferecendo a ela uma alimentação saudável, com alimentos ricos em proteínas. Outro fator importante é a qualidade do sono, ou seja implantar uma boa rotina de sono e obedecer as janelas de sono é fundamental. Exponha a criança a brincadeiras saudáveis onde a criança tenha contato com a natureza e o mundo externo. Ao ter contato com a natureza o bebê desenvolve imunidade e cria anticorpos que o ajudam a não pegar doenças com facilidade.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento