Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioAmamentaçãoAleitamento materno: o que o ministério da saúde diz

Aleitamento materno: o que o ministério da saúde diz

O aleitamento materno é um termo que engloba grandes áreas e umas delas é o ministério da saúde. O aleitamento materno é de grande importância, afinal traz benefícios para o bebê e para a mãe. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) o aleitamento materno deve ser exclusivo até os seis meses, ou seja o bebê deve ser alimento somente pelo leite da mãe. E o principal alimento até os dois anos da criança com o complemento alimentar adequado, sendo assim o bebê já irá ter uma alimentação base e o leite materno.

O Ministério da Saúde do Brasil segue a mesma ordem de o leite materno ser exclusivo até os seis meses de vida do bebê. O Ministério também afirma que o leite materno é o alimento mais completo e adequado para o recém-nascido, afinal contém todos os nutrientes necessários para o melhor desenvolvimento do bebê. O leite materno contém anticorpos que protegem o bebê de diversas infecções e doenças, assim reduzindo a mortalidade infantil. Além de ser facilmente digerido pelo organismo do bebê. Há estudos que mostram que o leite materno previne doenças crônicas como: diabetes, obesidade e hipertensão. 

Nos primeiros dias de vida do bebê a forma mais eficiente para aumentar o vínculo da mãe com o bebê é através da amamentação. O contato visual e físico proporcionado na amamentação contribuem de forma positiva no desenvolvimento cognitivo e emocional, proporcionando segurança e conforto para o bebê. O ministério da saúde proporciona diversas ações para incentivar a amamentação no país. Mesmo com diversas campanhas e incentivo do ministério ainda há muitos desafios em sua promoção. Muitas mulheres encontram dificuldades como falta de conhecimento adequado, apoio das pessoas que as cercam e até julgamento por amamentarem em público. É importante que a sociedade como um todo apoie e saiba a importante do leite materno.

Freepik: aleitamento materno ministério da saúde

Benefícios do aleitamento materno segundo Ministério da Saúde

O aleitamento materno traz diversos benefícios durante a amamentação e a longo prazo para o bebê e a mãe. O ministério da saúde enfatiza diversos pontos positivos na amamentação para o estimulo à amamentação. Alguns exemplos de benefícios para a mãe:

-Prevenção ao câncer de ovários, mamas e útero;

-Diminui a probabilidade de doenças como obesidade e hipertensão;

-Estimula a perda de peso pós-parto; 

-Evita a depressão pós-parto.

Assim como há benefícios para a mãe também existem muitos benefícios para o bebê. Por exemplo:

-O vínculo proporcionado na amamentação favorece o desenvolvimento emocional/cognitivo e o sistema nervoso do bebê;

-Somente o leite materno contém todos os nutrientes necessários para um bom desenvolvimento e crescimento da criança;

-Diminui o risco de mortalidade infantil, alergias, infecções respiratórias, cólicas (leia mais aqui) obesidade, diabetes e muitos outros;

Campanhas ao apoio a amamentação pelo Ministério da Saúde

Ainda há muito preconceito e diversas dificuldades na amamentação. Dessa forma, o Ministério da Saúde implanta políticas públicas que garantam que as mães tenham acesso e condições para amamentar seu bebê de forma adequada. A licença maternidade, por exemplo, é uma política implantada que garante a mãe o afastamento do trabalho para cuidar do seu recém-nascido e garantir a amamentação. Incentiva também a capacitação de profissionais da saúde, promovendo treinamentos adequados que garantam o apoio e orientação correta para as mães. Incluindo desde pequenas ações como pega correta e posição adequada até sobre questões alimentares para a mãe. Além disso, o Ministério da Saúde incentiva a criação de espaços onde as mães tem direito a amamentar em lugares reservados. Ou seja espaços públicos, shoppings e aeroportos criam salas particulares para a família com espaços para amamentação e cuidados em geral com o bebê.

Conhecimento e apoio

Quanto antes a mãe começar a estudar e pesquisar sobre o assunto melhor será a atuação durante a amamentação. Ou seja, a mulher deve se informar mesmo antes do nascimento da criança, há profissionais qualificados nessa área que incentivam a amamentação de forma leve e livre de dores. A mãe pode optar também por cursos que ajudaram desde a preparação e aprendizado até de fato a amamentação iniciar. Outro fator que é de extrema importância é o apoio. O apoio ao aleitamento materno além de ajudar a mulher, incentiva que prossiga a amamentação durante o tempo necessário. Apoiar o aleitamento materno vai além de palavras de afirmação que encorajam a mãe. A família deve apoiar a mulher com pequenas tarefas como fazer a comida e deixar a casa limpa. São pequenos detalhes que não deixam a mãe atarefada e assim pode alimentar a criança adequadamente.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento