Terça-feira, Abril 16, 2024
InícioBebêIntrodução alimentar com 4 meses: é indicado?

Introdução alimentar com 4 meses: é indicado?

A introdução alimentar com 4 meses não é indicado e não deve ser inserida para o bebê nessa idade. De fato, a introdução alimentar é um marco fundamental na vida do bebê e importante para o seu desenvolvimento. Mas para ser assertiva e não perigosa, a introdução alimentar é feita no tempo certo e com o bebê pronto para isso. Embora, sendo o marco que o bebê é apresentado a alimentos sólidos, a principal fonte nutricional é o leite materno até o primeiro ano de idade da criança. 

Atualmente a sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam a introdução alimentar com seis meses, e se o bebê der os sinais de prontidão. Anteriormente, muitos pediatras induziam a introdução alimentar com 4 meses por falta de informação e conhecimento. Muitos estudos apontam que antes dos seis meses, o bebê ainda não está com o sistema digestivo pronto para receber alimentos sólidos. Apesar disso, é importante ressaltar que a introdução alimentar é uma fase muito esperada pela família, e é crucial para o desenvolvimento do bebê e feita da melhor forma e acompanhada por um profissional da saúde. 

No entanto, aos 4 meses além de o bebê não estar pronto para a introdução alimentar, há grandes riscos. Então, o bebê precisa dar os sinais de prontidão, incluindo sentar sem apoio. Portanto, antes de iniciar a introdução alimentar, procure sempre a opinião de um especialista da área. Além disso, introdução alimentar deve ser leve e sem gerar traumas na vida do bebê, caso a mãe precise voltar a trabalhar, existem outras opções para o bebê seguir sendo alimentado por leite materno.

Imagem de Freepik: Introdução alimentar com 4 meses: é indicado?

Introdução alimentar com 4 meses: principais riscos

Para evitar danos a saúde do bebê de 4 meses, a introdução alimentar deve ser feita no tempo certo e de forma correta. Causas do porque não introduzir alimentos sólidos precocemente:

  • Imaturidade digestiva: O sistema digestivo aos quatro meses ainda não está totalmente desenvolvido e por isso não está pronto para lidar com os alimentos sólidos, causando desconfortos como cólicas, constipação e diarreia;
  • Asfixia e engasgo: Bebês com 4 meses ainda tem riscos maiores de engasgar com alimentos sólidos porque ainda não tem capacidade de controlar a deglutição e mastigação;
  • Alergias alimentares: Na introdução de alimentos sólidos antes dos seis meses aumenta o risco de alergias alimentares. Alguns alimentos alergênicos desencadeiam uma resposta alérgica em bebês com o sistema imunológico ainda não formado;
  • Amamentação: A introdução alimentar iniciado com 4 meses, torna a amamentação prejudicada, diminuindo a produção de leite. O leite materno segue sendo a melhor fonte de alimento nutricional para o bebê até os seis meses e mesmo após a introdução dos alimentos sólidos; 
  • Desenvolvimento motor e oral: A introdução alimentar precoce afeta o desenvolvimento da musculatura oral do bebê, além de afetar as habilidades motoras que são cruciais para o deglutição e mastigação de alimentos sólidos de forma mais segura; 
  • Impacto a longo prazo: Segundo estudos a introdução alimentar precoce está associada a obesidade infantil, além de doenças como diabetes tipo 2.

Sinais de prontidão:

A partir dos seis meses a introdução alimentar inicia, mas ainda assim é importante que o bebê demonstre os sinais de prontidão. Aos 4 meses o bebê não apresenta os sinais de prontidão para a introdução alimentar. Os principais sinais de prontidão são: 

  • Controle do pescoço e cabeça: O bebê já deve conseguir se manter firme e manter a cabeça estável, sentando sem apoios. Isso é fundamental para o bebê engolir os alimentos de forma segura; 
  • Reflexo de gag: O reflexo de gag é natural e protege o bebê de engasgos. Antes da introdução alimentar é normal o bebê ter esse reflexo forte, quando o bebê fica pronto para introdução a alimentos sólidos o reflexo de gag fica menos sensível;
  • Interesse nos alimentos: O bebê demonstra mais interesse nos alimentos sólidos, observando quando outros comem com atenção e tenta pegar a comida imitando a mastigação; 
  • Fechar a boca em torno de colher: Ao oferecer a colher com comida, o bebê demonstra a capacidade de fechar a boca e engolir o alimento;
  • Reflexo de empurrar a língua: Bebês tem o reflexo de empurrar a língua fora da boca, dificultado a alimentação com colher. Quando o bebê estiver pronto o reflexo diminui e facilita a ingestão de alimentos sólidos; 

Como iniciar a introdução alimentar aos seis meses?

Embora a idade certa para iniciar a introdução alimentar seja importante, pode-se utilizar algumas estratégias para tornar essa nova fase mais leve. As estratégias abaixo não servem para quem iniciou a introdução alimentar com 4 meses. Algumas estratégias são: 

  • Momento certo: É crucial esperar que o bebê tenha pelo menos seis meses de idade e faça consultas regulares para seguir as recomendações médicas de como e quando iniciar a introdução alimentar; 
  • Alimentos: Comece por alimentos mais fáceis para digestão e sempre procure ajuda de um profissional da saúde;
  • Rotina: Escolher um momento do dia em que o bebê esteja confortável para iniciar a alimentação; 
  • Utensílios adequados: O uso de talheres adequados é fundamental, como talheres de silicone ou plástico. No começo, evite talheres de metal para não gerar desconforto nas gengivas do bebê; 
  • Quantidade: No inicio da introdução alimentar, os alimentos sólidos estão sendo apresentados ao bebê. É comum que o bebê não coma, mas apresente os alimentos sólidos ao pequeno;
  • Sinais de saciedade: Fique atenta aos sinais que o bebê irá dar quando estiver satisfeito, como fechar a boca ou perder o interesse. Não force o bebê a comer;
  • Variedade de texturas e sabores: Após o bebê começar a se alimentar, diversifique as opções de alimentos para o bebê para promover um paladar diversificado;
  • Participação: Deixe que o bebê participe de todo o processo, desde o preparo do alimento. Além de estimular o desenvolvimento do bebê, também ajuda a aumentar o interesse pelos alimentos sólidos.
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Poliana coimbra do Bonfim sobre Pico de crescimento